segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Boulevard Olímpico - Praça Mauá / Centro - Rio de Janeiro

Continuando a série começada no post sobre o Parque Olímpico da Barra, vou falar um pouco do que eu vi no Boulevard Olímpico do Centro e algumas dicas de como chegar, o que fazer, etc.


Localizado no Centro do Rio, mais precisamente na região portuária, praça Mauá, essa é uma área revitalizada com o projeto olímpico do Rio de Janeiro. Onde antes tinha um viaduto, armazens velhos e abandonados, uma área que começa a se renovar. Ainda tem muito o que mudar no entorno mas o que foi feito ficou de primeiro mundo e vale a visita.

Como Chegar:

Quando busquei sobre isso só achei dicas dizendo para ir de transporte público, metrô, trem, ônibus, etc. Sim, o metrô é ótimo e rápido mas não vai te deixar na Praça Mauá e vai ter que caminhar ou descer em algum lugar onde possa pegar o VLT (e pagar mais uma passagem se não estiver usando o RioCard). Indo de Metrô (sem VLT), a recomendação é descer na estação Uruguaiana, no coração do camelódromo. Para os que não são do Rio, não se assuste com a confusão, quantidade de vendedores de rua, etc. Caso queira comprar algo barato, aqui é o lugar. Esse é o Rio antigo, antes da Olimpíada, mas a medida que se deslocar para a Praça Mauá o visual muda e a organização do espaço também.

Abaixo o mapa do trecho a caminhar (não vi sinalização nas ruas). Link para o Google Maps onde criei um ponto intermédiário pois o menor caminho é seguindo por ruas internas, o que eu não recomendo por ter menos segurança. Siga sempre pelas principais (Precisende Vargas e Rio Branco):

Caminho a pé seguindo pelas principais (aprox. 1 Km)
Caso não queira andar esses quase 1 quilômetro até a praça (fora o que vai andar em torno do Museu e pela Boulevard), tem a opção do VLT, mas nesse caso terá que descer na estação Cinelândia, onde o VLT tem também uma estação. Infelizmente descendo na Uruguaiana terá que andar até a Av. Rio Branco para pegar o VLT.


Outra opção que não é muito comentada é ir de carro. Sim, de carro, se estiver disposto a pagar o custo do estacionamento que no Centro é bem caro. Caso vá nos fins de semana, depois de 13hs de Sábado, a chance de conseguir vaga em estacionamentos rotativos no Centro é muito boa, inclusive bem próximos à Praça Mauá. Pode tentar a sorte e estacionar na rua mesmo pois em algumas ruas próximas a prefeitura criou vagas rotativas.

Estacionamento Estapar
Um exemplo (mas existem outros), é a rede Estapar, que dá desconto para quem tem seguro da Porto Seguro e tem 3 estacionamentos na área. Outros estacionamentos que achei numa busca rápida na internet nessa região são:

Oxi Park Auto Center - Rua Cortines Laxe, 10 - esquina com rua Conselheiro Saraiva
Central Park Estacionamento - Rua São Bento, 12
Estacionamento Candelária - Rua Visconde de Inhaúma, 63

Apenas estou escrevendo sobre estacionamentos pois vi que é uma opção muito pouco falada, mas recomendo ainda o uso de transporte público pois o tempo no trânsito até o Centro e dirigindo pelas ruas apertadas, além da mão de obra pra encontrar vaga e custo alto talvez não compense. Duante a semana então é missão quase impossível achar vaga no Centro. Melhor estacionar em um shopping ou local que tenha Metrô e mais perto de onde mora e ir tranquilamente, sem trânsito ou transtornos.

O que ver ou fazer:

Museu do Amanhã - Parada obrigatória nem que seja pra uma foto, mesmo que não entre no museu para visitar a exposição. O entorno do museu é um passeio ótimo, contornando o espelho dágua e o visual da Baia de Guanabara.

Museu do Amanhã


Boulevard - Um longo calçadão entre os armazéns e os galpões e prédios históricos e públicos, dividido com o VLT (atenção, não ande na via). Muitos "Food Trucks", de todos os tipos, bancos para sentar e relaxar, pequenas praças entre os galpões e dependendo do período, feiras de artesanato e similares no final do calçadão.

Food Truck
Mural Etnias - Enorme pintura feita na parede ao longo da Boulevard que entrou para o Guiness e virou ponto de selfies ou apenas parar e admirar pois é uma bela pintura gigante feita com detalhes incríveis. Outro ponto certo de se visitar.


Exposições nos Galpões - Dependendo do período, diferentes exposições estarão acontecendo nos galpões ao longo da Boulevard. Durante a Olimpíada tinha a casa da NBA entre outros. Uma que estava e estará na Paralimpíada é a Casa Brasil que tem a entrada gratuita.

Galpão à direita, praça e Mural Etnias
Existem também diversas outras opções como o MAR (Museu de Arte do Rio), Palcos, a Praça Mauá propriamente, o passeio em torno da Marinha que leva à Candelária e a Praça XV, etc.

Resumindo, é um passeio que vale a pena se o tempo estiver bom (sem chuva e sem aquele Sol escaldante), seja de dia ou de noite, para visitar espaços e museus ou apenas contemplar e tirar fotos.